Poesia

Sou cão, não sou gente

Posted on

(Novembro, 2015)

Vivo ao relento,
Ao frio, à chuva
Sou bicho perdido,
Que anda na rua.


Não posso falar
Mas sinto a dor
De não ter um lar,
De não ter amor,


Quem passa por mim
Passa sem olhar,
Não ferro, não mordo
Só não sei falar


Se fico doente
Ninguém quer saber
Vivo escorraçado
Sofro até morrer


Tenho sentimentos,
Não seja indiferente.
Sou bicho abandonado
Sou cão, não sou gente

2 thoughts on “Sou cão, não sou gente

  1. livro o poder do chá de sumiço

    June 20, 2021 at 7:01 am

    Excellent post. I certainly love site. 337582759

  2. livro o poder do chá de sumiço

    June 20, 2021 at 10:35 am

    Good post. I certainly love this site. Continue the good work! 226112563

Leave a Reply

Your email address will not be published.